Simulação de Valores de Referência*

Para fazer a simulação, digite os valores da análise do seu leite e o volume médio entregue diariamente. Em seguida, clique no botão "Calcular".

Teores analisados
Ágio ou Deságio (R$/litro)
Ago/2018
Set/2018
Out/2018 - Projeção
Gordura (%)
=
Proteína (%)
=
CCS (mil cél/ml) **
=
CBT (mil ufc/ml) **
=
Volume entregue (litros/dia)
=

Resultados

Meses de referência

Ago/2018
(Leite entregue em Ago/2018 a ser pago em Set/2018).

Set/2018
(Leite entregue em Set/2018 a ser pago em Out/2018).

Out/2018 - Projeção
(Leite entregue em Out/2018 a ser pago em Nov/2018).

Ago/2018 (R$/litro)
Set/2018 (R$/litro)
Out/2018 (R$/litro)
Projeção
Valores de referência do leite padrão*
Valores de referência para o leite analisado
Diferença (ágio ou deságio) em relação ao leite padrão

Observações

Outros parâmetros são considerados pelo mercado para estabelecer o valor final do leite a ser pago ao produtor, tais como:

1) Fidelidade do produtor junto ao laticínio; 2) Distância da propriedade ao laticínio; 3) Qualidade da estrada de acesso à propriedade rural; 4) Temperatura de entrega do leite; 5) Capacidade dos tanques de resfriamento de leite da propriedade; 6) Tipo de ordenha; 7) Adicionais de mercado devido a oferta e procura pelo leite na região. Estes parâmetros não estão contemplados neste simulador de valores de referência do Conseleite.

(*) O "Valor de referência Leite PADRÃO" refere-se a um leite que tem 3,5% de gordura, 3,1% de proteína, 500 mil uc/ml de células somáticas, 300 mil uc/mil contagem bacteriana, e um volume médio entregue de até 299 litros por dia.

(**) Os teores de Contagem de Células Somáticas (CCS) e Contagem Bacteriana (CBT) para o "leite analisado" devem corresponder à média geométrica das análises da matéria-prima leite realizadas nos últimos 3 meses. A utilização da média aritmética é desaconselhável, pois sempre resultam em menores ágios ou maiores deságios para a matéria-prima leite.

PRÓXIMA ATUALIZAÇÃO:

20 de novembro de 2018